Home          Fale Conosco
Sobre a USP
Sino

Descrição : Sino de Bronze sustentado por uma torre com estrutura de concreto modulado, pintada de branco, com 5 m de altura. Possui um desenho em alto-relevo representando um cruzeiro. Fundido em Braga, é uma cópia exata do sino da Torre de Coimbra, o Cabra, produzido no século XVIII e que tinha esse nome pelo fato de seu modelo ser originalmente usado para tanger cabras. A presença do sino reporta à tradição de as pessoas serem convocadas, a partir de um estímulo sonoro, à realização de determinadas atividades.

Histórico : Por iniciativa da Tertúlia Acadêmica de São Paulo, o sino foi doado pela Universidade de Coimbra à USP para ser instalado na Torre da Universidade que, por sua vez, fora doada pela colônia portuguesa no Brasil. Por simbolizar as estreitas relações de amizade e os laços culturais existentes entre a Universidade de Coimbra e a Universidade de São Paulo, sua inauguração marcou, na época, uma etapa de aproximação nas relações de amizade entre Portugal e Brasil, sob o patrocínio da Tertúlia, a embaixada da Universidade de Coimbra. Foi realizada, também, uma cerimônia de entrega oficial do sino em 20 de agosto de 1954, quando os estudantes componentes da delegação de Coimbra fizeram soar 80 badaladas. O sino foi trazido de navio, de Portugal para o Brasil, via porto de Santos, pela missão de Coimbra.

O sino deveria ter sido instalado na Torre do Relógio, não o foi devido às várias alterações sofridas no projeto da Torre. Optou-se pela adoção de um relógio eletrônico. Contudo, antes que se definisse esta situação, procedeu-se a instalação do sino numa estrutura de concreto, pintada em branco, junto ao edifício da Antiga Reitoria. Após a mudança da Reitoria para o edifício novo, o sino também foi transferido para o local onde se encontra hoje, ao lado do prédio da Reitoria, voltado para a praça do relógio.

Fontes: Boletim… v.6 (1954); MACEDO (1987); MILANI (1982); SIMÕES (1984); TORRE (1976); A TORRE… (1988); In: Comissão de Patrimônio Cultural. ” Obras Escultóricas em Espaços Externos da USP ” São Paulo. Edusp, 1997.

Produzido por USP Mídias Online © 2010 - 2017 - USP - Universidade de São Paulo